Se essa rota fosse minha

Congonhas

29/03/2016

Doze estátuas de profetas harmoniosamente distribuídas no adro do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos valem a visita a Congonhas. Esculpidas em pedra-sabão entre os anos de 1800 e 1805, são a obra-prima do maior nome da arte colonial brasileira: Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Graças a elas, a cidade é reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Além das esculturas em poses teatrais de Jeremias, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Abdias, Amós, Jonas, Habacuque, Naum e Isaías, o casario histórico e a igreja centenária estão bem preservados.

Outra atração é o percurso dos Passos da Paixão de Cristo. Seis capelas representam os últimos momentos de Jesus, com rico conjunto composto de 64 imagens de cedro esculpidas em tamanho natural por Aleijadinho e policromadas por Mestre Ataíde e por Francisco Xavier Carneiro.

Quem quiser conhecer toda essa história em detalhes também pode visitar o moderno Museu de Congonhas, com exposições interativas e rico acervo.

 

Serviço:

 

Santuário do Bom Jesus de Matozinhos

Visitas gratuitas de terça a domingo, das 7h às 18h

 

Museu de Congonhas

Funcionamento de terça a domingo, das 9h às 17h.

Ingresso: R$ 10

Às quartas, a entrada o museu funciona das 13h às 21h, com entrada gratuita

 

 

 

 


Ver todas publicações